Nota de Esclarecimento

Diante dos recentes episódios noticiados pela imprensa, a Laser Eletro vem, em respeito às autoridades, aos seus milhares de empregados, fornecedores e ao público em geral, esclarecer o seguinte:

  1. A Laser Eletro atua no mercado há mais de 25 anos, exercendo suas atividades em quase todos os Estados do Nordeste. É considerada como uma das maiores empresas do ramo nesse segmento nos Estados em que atua, contando com mais de 110 lojas, empregando mais de 2.500 funcionários, pagando mais de 120 milhões de reais de impostos por ano e sempre honrando os compromissos com seus fornecedores, funcionários e consumidores.

    1. Embora esteja entre as maiores empresas do segmento, a Laser Eletro tem um dos menores índices de reclamações no Procon e ações nos Juizados Especiais Cíveis;

    2. O seu sócio majoritário, o Sr. Tzeng Guo Uen, Taiwanês, chegou ao Brasil com 7 anos de idade e foi naturalizado BRASILEIRO. Pessoa íntegra, de conduta idônea, trabalha desde os seus 9 anos de idade e construiu a empresa Laser Eletro às custas de muito esforço e dedicação, sempre regidos pela ética profissional e honradez nas suas condutas.


  2. A Laser Eletro, ao adquirir os produtos da empresa Jonathan Araújo da Silva – Informática ME, em nenhum momento, teve qualquer conhecimento da ilicitude das mercadorias, pois:

    1. A compra de produtos através de distribuidores é prática comum no mercado, inclusive a Laser Eletro tem mais 15 (quinze) distribuidores diferentes;

    2. A empresa Jonathan Araújo da Silva – Informática ME, que vendeu os produtos de origem ilícita, está ativa até a presente data no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ/MF junto à RECEITA FEDERAL e possui Licença de Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas junto à Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco (SEFAZ-PE);

    3. Todos os produtos comprados dessa empresa foram devidamente faturados com nota e escriturados no respectivo livro fiscal, com todos os impostos recolhidos, sendo fato completamente desconhecido que esse distribuidor apenas faturou para a Laser Eletro;

    4. Tais produtos foram adquiridos a preço de mercado, com diferenças que não ultrapassaram a margem de 3%, tomando por base compras efetuadas junto ao próprio fabricante.

    5. e. Os produtos adquiridos pela Laser Eletro junto ao distribuidor Jonathan Araújo da Silva – Informática ME, neste ano, representaram menos de 1% (um por cento) do valor total comprado diretamente aos fabricantes.


  3. Após ter conhecimento da procedência ilícita dos produtos fornecidos pelo distribuidor Jonathan Araújo da Silva – Informática ME, a Laser Eletro imediatamente:

    1. Tomou as medidas cautelares de recolher da área de vendas de nossas filiais todos produtos adquiridos daquele distribuidor, separando e lacrando os mesmos (Fotos 1, 2 e 3);

    2. Protocolou junto ao Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (DEPATRI), por meio de notícia crime, enviado dia 09/10/14, ANTES da segunda busca e apreensão realizado dia 14/10/14. Solicitando que averiguassem os demais produtos adquiridos daquele distribuidor, fornecendo-lhes as demais notas fiscais eletrônicas e colocando os produtos a disposição das autoridades a fim de evitar que fôssemos surpreendidos novamente com a possibilidade de serem estes produtos provenientes de origem ilícitas (Foto 4);

    3. Solicitou às autoridades, que averiguassem a existência da empresa Jonathan Araújo da Silva – Informática ME, e requereu a instauração de inquérito policial para apurar a responsabilidade penal dos representantes desta empresa, daquela empresa, pois a Laser Eletro foi VÍTIMA da mesma.


  4. Aos consumidores Laser Eletro:

    1. Esclarece, ainda, que desde o momento em que chegou ao conhecimento da Laser Eletro a procedência dos produtos adquiridos do referido distribuidor, foi realizada a retirada dessas mercadorias dos estoques.

    2. Cumpre destacar que foi firmado, em meados de setembro, junto ao Procon Estadual de Pernambuco, um Compromisso de Ajustamento de Conduta (CAC) assegurando todos os direitos dos consumidores, pelo que essa empresa se comprometeu a ressarcir todos os clientes que entregaram os referidos produtos;

    3. Assegura que continuará com a mesma conduta adotada, garantindo que não haverá qualquer prejuízo àqueles que adquiriram, como a Laser Eletro – de boa-fé – os produtos alvo das investigações.


  5. Esclarecimentos finais:

    1. A Laser Eletro garante que não tem nenhum envolvimento com roubo de cargas, não possui qualquer empresa de fachada, tampouco faz parte de qualquer organização criminosa.

    2. A empresa reforça que sempre pautou suas atividades em total respeito e cumprimento à legislação em todas as esferas públicas – Municipal, Estadual e Federal – e não será diferente na tratativa deste lamentável episódio, reafirmando o compromisso perante os clientes, colaboradores, fornecedores e parceiros de conservar o imaculado histórico de ÉTICA e CONDUTA MORAL da Laser Eletro.

  • Por fim, contamos com o voto de confiança de todos, como sempre nos foi dado ao longo desses anos.